Dia a dia do varejo

Métricas para marketplace: conheça as que mais merecem atenção!

É com um conjunto de boas métricas para marketplace que um lojista consegue avaliar suas operações dentro dessas plataformas. Números sempre têm algo a dizer e, portanto, observá-los, da forma correta, é essencial.

O grande problema, quando falamos em métricas, é definir quais são os dados que realmente importam para o negócio. Sim, as informações são muitas e selecionar apenas as mais relevantes é a única forma de fazer suas análises ficarem mais eficientes.

Pensando em lhe ajudar nesse sentido, este post irá apresentar quais são as principais métricas para marketplace. Desse modo, você já terá um ponto de partida para as suas análises.

Então, se você está querendo verificar, pelos números, a eficiência das suas operações, a sugestão é que não deixe de conferir esta lista com as principais métricas para marketplace… vamos começar?

Métricas para Marketplace: as categorias…

Como foi destacado acima, é muito fácil se perder em meio a tantos números e informações. Por conta disso, saber selecionar as métricas para marketplace que são mais relevantes para o seu negócio é essencial.

Além disso, também é necessário organizar essas métricas em função dos objetivos aos quais elas atendem… Nesse sentido, uma boa ideia é seguir a ideia do senhor Juno Makenen (fundador e CEO da Sharetribe).

Makenen propõe uma divisão das métricas em quatro grandes grupos. Com isso, a análise é favorecida de forma substancial. Acompanhe…

Os dados de uso…

Essas são as métricas mais básicas. Nesse grupo, temos dados que devem ser acompanhados por qualquer tipo de negócio online:

  • Usuários Ativos: Aqui, o ideal é analisar em uma escala mensal. Esse número mede a quantidade de usuários únicos que acessaram determinado endereço da internet em um período específico;
  • Taxa de Rejeição: Esse número representa o percentual de usuários que entra no seu endereço e sai sem interagir com a página. Segundo os dados, grandes marketplaces possuem entre 20% e 25%. Se a sua taxa estiver nessa faixa ou abaixo, continue com o ótimo trabalho!;
  • Tempo no Site: Esse número pode indicar duas coisas… primeiro, o cliente está tendo dificuldades para encontrar o que procura… segundo, o cliente quer comprar mais. Com essa métrica em mente, faça uma análise dos comportamentos dentro do site, a fim de verificar o que, de fato, está acontecendo.

Os dados transacionais…

Nesse grupo, a análise começa a abordar números relacionados às operações. Com essas métricas para marketplace, é possível otimizar os resultados do negócio…

  • Taxa de Conversão: a conta é simples… considere o percentual de negócios que foram fechados em determinado período, em função do número de visitantes;
  • Taxa de Compras Recorrentes: esse dado diz respeito ao percentual de transações fechadas por pessoas que já haviam comprado antes. Nesse caso, quanto maior for a taxa, melhor. E sim, sabendo que um cliente costuma comprar mais, você pode investir mais pesado na aquisição de novos clientes.

Métricas para Marketplace: dados do negócio…

Nesse terceiro grupo, já entramos em números que se relacionam mais com a gestão do negócio e a tomada de decisões estratégicas…

  • CAC (Custo de Aquisição do Cliente): o CAC se refere ao preço que você paga para conquistar um cliente. Nem sempre é possível quantificar todos os custos inerentes ao processo. Então, faça a divisão todas as despesas com marketing e vendas, pelo número de clientes novos convertidos em determinado período;
  • CLV (Customer Lifetime Value ou Valor do Ciclo de Vida do Cliente): essa métrica diz respeito ao valor que você pretende obter com cada cliente, ou seja, tudo que o cliente vai comprar de você. Esse é um dado difícil de calcular, já que variáveis como compras recorrentes, ticket médio e outras informações entram na equação. Caso consiga ter uma base palpável, use-a com sabedoria.

Métricas para Marketplace: dados de satisfação…

Fechando esta lista de métricas para marketplace, temos os dados relacionados à satisfação dos clientes. Obviamente, em função do perfil dos consumidores atuais, esse é um grupo que merece atenção especial. Ainda mais, em marketplaces tão competitivos…

Nesse caso em particular, uma boa prática, que vem sendo muito utilizada, é o cálculo do NPS (Net Promoter Score). Através desse sistema simples, é possível quantificar e qualificar a satisfação dos clientes.

De modo geral, a metodologia questiona os usuários sobre as chances de eles indicarem um negócio para amigos ou familiares. A questão envolve uma escala de 0 a 10 e ajuda a mensurar os níveis de satisfação e a identificar problemas que levaram certos usuários a não desejarem recomendar o seu negócio.

O NPS é uma metodologia que está em alta no comércio eletrônico. Por ser de aplicação fácil, não custa nada implementá-la, visto que os ganhos com essa estratégia podem ser enormes.

Métricas para Marketplace: comece a analisar…

Uma das grandes vantagens em se ter um negócio online é efetivamente a possibilidade de ter uma boa série de dados à disposição. Com esses dados, o gestor do negócio pode verificar muitas situações e tomar decisões sólidas.

Conforme você pôde notar, esta lista tratou de direcionar a sua atenção para as métricas que costumam ser mais relevantes para a operação em marketplaces.

Ainda assim, tudo dependerá das particularidades do seu negócio. Isto é, a escolha das métricas deve ser feita em função das suas necessidades e daquilo que você deseja avaliar.

Felizmente, agora você já tem um bom conjunto de métricas para direcionar os seus esforços. Então, tudo o que você deve fazer é separar um momento e construir o hábito de fazer análise frequentes. Faça isso e o seu negócio irá agradecer… com resultados cada vez melhores.

Posts Relacionados

Sem comentários

    Deixe um comentário