Canais

Unified Commerce x Omnichannel: conheça as diferenças

É inegável que a evolução do varejo tem acontecido de uma forma muito rápida, com novos conceitos surgindo a todo momento. Nesse sentido, o debate atual é sobre a relação Unified Commerce x Omnichannel.

Enquanto alguns dizem que um é a evolução do outro, muitas pessoas dizem que ambas as ideias são iguais e que a mudança nos nomes é apenas uma forma de “empurrar soluções milagrosas” para os empresários.

Enfim, o fato é que a relação Unified Commerce x Omnichannel divide opiniões e gera uma boa série de confusões. Pensando nisso, este post tratará de explicar como funciona cada conceito. Daí, você poderá tirar as suas conclusões.

Então, se a sua intenção é entender a relação Unified Commerce x Omnichannel de uma forma perfeita e, posteriormente, aplicar esses conceitos no seu negócio, não deixe de conferir até o fim… vamos começar?

O que é Omnichannel?

Para poder entender o conceito de Omnichannel, temos que dar alguns passos para trás e entender o conceito de multicanalidade. Nesse caso, basta saber que essa ideia gira em torno da necessidade de uma empresa atuar em diversos canais, ficando à disposição dos clientes nos “locais” em que eles costumam procurar pela empresa.

Em outras palavras, uma empresa multicanal é aquela que possui uma loja virtual para fechar vendas, mas também vende em lojas físicas, marketplaces, redes sociais, etc. Aliás, não apenas vende, mas também realiza seus atendimentos.

Surgindo como uma evolução do conceito de multicanalidade, temos a ideia de Omnichannel. Essa ideia diz que uma empresa deve estar nos mais diversos canais e que esses canais devem ser integrados.

Isto é, de acordo com os mandamentos do Omnichannel, um cliente deve poder fazer pesquisas online, ir até a loja física para experimentar o produto, fechar a compra pelo app e receber o produto em sua casa, por exemplo.

E esse exemplo ilustra a premissa básica do Omnichannel, ou seja: não há barreiras entre os canais de venda, todos devem operar de forma conjunta, partilhando dados sobre as jornadas de compra e garantindo que os ciclos dos clientes não sejam interrompidos, apesar das mudanças de canais.

O que é Unified Commerce?

Agora que você já sabe o que é Omnichannel, podemos nos aprofundar no estudo do Unified Commerce. Nesse caso, é bom ressaltar que as semelhanças com o Omnichannel são muitas. Aliás, é por isso que muitos dizem que a ideia básica é a mesma.

No entanto, o conceito de Unified Commerce acaba sendo mais abrangente, o que nos permite concluir que ele é uma evolução do Omnichannel. Veja bem…

De modo geral, o Unified Commerce prevê que todos os setores da empresa devem trabalhar de forma integrada. Essa integração se dá por meio de um sistema que unifica tudo que há para ser gerenciado no negócio.

Ao abarcar todos os setores em um único sistema, o Unified Commerce acaba incluindo a integração de todos os canais de venda, ou seja, o conceito de Omnichannel.

Porém, o sistema também inclui questões relacionadas aos clientes internos da empresa: os colaboradores. Logo, os setores de venda, marketing, estoque, logística, entre outros, passam a ter uma visão geral dos processos, interagindo com os clientes em diversos pontos da jornada de compra. Uma jornada que, com o Unified Commerce, é conhecida por todos.

Unified Commerce x Omnichannel: a resposta…

Conforme pôde notar, a relação Unified Commerce x Omnichannel gera dúvidas por conta das semelhanças entre os dois conceitos. Todavia, é inegável que a ideia de Unified Commerce acaba sendo mais abrangente.

Na verdade, para dar um exemplo bem prático. Podemos interpretar o seu negócio como um site. Ele possui um front-end (aquilo que está visível para os visitantes) e um back-end (aquilo que está visível para os operadores do site).

Seguindo esse raciocínio, o conceito de Omnichannel funcionaria apenas como o front-end, já que todo a interação com os visitantes é a “parte visível”. Em contrapartida, o Unified Commerce seria o site completo, o front-end e o back-end.

Por consequência, as ideias acabam agindo de forma complementar. Dentro do Unified Commerce, o conceito de Omnichannel ainda pode ser explorado. Na realidade, sua exploração é favorecida ao máximo, já que, devido à integração total dos setores, o nível de personalização de cada venda aumenta consideravelmente.

Além do mais, as transições entre os canais também ficam mais fáceis e geram menos trabalho para a empresa. Pense bem: se um cliente inicia a jornada com uma pesquisa online e termina em uma loja física, por exemplo, o acompanhamento dessa movimentação deve ser bem feito.

Quando todos os sistemas estão integrados, os vendedores das lojas físicas podem ter uma noção de todo o caminho que o cliente fez para chegar até o momento da compra. Daí, a venda será totalmente personalizada.

Unified Commerce x Omnichannel: fique com os dois…

Em síntese, a Unified Commerce x Omnichannel não é um conflito de ideias. Pelo contrário, temos aqui um conceito que pode abarcar o outro. Assim, ao inserir a ideia de Omnichannel dentro do conceito de Unified Commerce, seu negócio tende a alcançar resultados ainda melhores.

Agora que você não tem mais dúvidas sobre a relação Unified Commerce x Omnichannel, o ideal é preparar o seu negócio para alcançar a excelência dentro dessas ideias. Os conceitos citados já deixaram de ser uma tendência e se tornaram uma regra que, no futuro, irá determinar quais são as empresas que realmente poderão brigar por uma fatia do mercado.

Posts Relacionados

Sem comentários

    Deixe um comentário