Dia a dia do varejo

Previsões para o Ecommerce: as vendas online nos próximos anos

Assim como acontece com qualquer tipo de previsão, fazer previsões para o ecommerce exige muito cuidado e uma boa série de análises dos dados históricos. E sim, mesmo com todas as precauções, há fatores que não podem ser controlados.

De qualquer forma, as previsões são muito importantes para avaliar a viabilidade dos negócios. Com base em dados sólidos, é possível ter um vislumbre mais seguro de tudo que está por vir.

Portanto, se você veio até aqui em busca de previsões para o ecommerce, saiba que vai encontrá-las. Com as informações apresentadas aqui, você poderá ter uma ideia mais clara do panorama do ecommerce e decidir se vai ou não vai ingressar nesse mercado… vamos conferir?

As previsões para o Ecommerce: o futuro das vendas online

Como foi dito, para que as previsões para o ecommerce possam ser as mais seguras possíveis, é necessário  fazer uma análise minuciosa do histórico de resultados do segmento.

Com base nessa análise, é possível projetar alguns resultados mais plausíveis. Por exemplo: o relatório WebShoppers, que é um dos mais importantes desse mercado, vem acompanhando os resultados do ecommerce ao longo dos anos e dado algumas previsões para o ano seguinte.

Em 2018, o relatório apresentou uma boa série de dados para 2019. E sim, o ano não acabou, mas muitos dados já estão muito próximos da realidade.

Isso quer dizer que as previsões para o ecommerce, em um contexto econômico estável, tendem a ser bem palpáveis, dando a todos um vislumbre muito interessante do futuro das vendas online.

E é com base nesse raciocínio que separamos algumas das previsões mais interessantes para os próximos anos. Acompanhe…

As vendas sociais tendem a aumentar…

Não faz muito tempo, algumas Redes Sociais, como o Facebook e o Instagram, adicionaram opções que permitem a compra de produtos sem que o usuário tenha que sair da plataforma. Com isso, o chamado Social Commerce passou a crescer bastante.

Para o futuro, a previsão é que os números desse “setor” irão aumentar bastante. Não à toa, as grandes marcas têm fechado parcerias sólidas com grandes influenciadores. Investir no poder das mídias sociais pode ser uma grande ideia.

O faturamento continuará crescendo…

Em termos de faturamento, a previsão para o ecommerce é que, até o ano de 2022, o Brasil apresente um crescimento médio de 39%, faturando R$ 146,91 bilhões.

Segundo especialistas, um dos grandes impulsionadores das vendas online será o crescimento das chamadas e-Wallets (carteiras digitais). Esses meios de pagamento estão em franco crescimento e a facilidade que eles trazem para o processo de compra tem sido cada vez mais valorizada.

Nesse sentido, um relatório da Worldpay (referência no mundo dos meios de pagamento), pontua que, até 2022, as e-Wallets tomarão 9,7% do mercado. Diante disso, o número de consumidores online tende a crescer consideravelmente.

Voice Commerce será uma regra do mercado…

Conforme sugere a projeção da empresa ComScore, em 2020, metade dos pedidos feitos de forma online serão fechados por meio de comandos de voz. Nos EUA, 35% das pessoas que possuem assistentes de voz já fecharam compras por intermédio desses produtos.

E a tendência é que o Voice Commerce acabe se tornando mais uma das muitas regras do mercado. A praticidade de poder comprar sem digitar uma única palavra caminha lado a lado com o desejo de uma experiência de compra rápida e prazerosa, que é algo que o consumidor atual não dispensa.

Nesse sentido, podemos citar também a ascensão dos chatbots. Como as tecnologias de Inteligência Artificial continuam evoluindo, esse tipo de atendimento tende a se tornar cada vez mais comum. E isso, claro, implicará diretamente na quantidade de vendas sendo fechadas de forma online.

O futuro será omnichannel…

Para encerrar esta lista de previsões para o ecommerce, é impossível não citar que a tendência é que o crescimento do conceito de omnichannel aumentará ainda mais.

No omnichannel, a empresa integra todos os seus canais, “quebrando as barreiras entre online e offline”. Desse modo, uma compra pode se iniciar no mundo online, passar para o offline e ser fechada no online.

Esse tipo de experiência está cada vez mais comum no mundo do ecommerce. Não à toa, grandes lojas estão investindo muitos recursos na criação de aplicativos cada vez mais intuitivos e lojas virtuais ainda mais leves e ágeis.

Sem contar que todos esses “materiais digitais” são moldados para facilitar a integração com as lojas físicas, garantindo assim a experiência integrada que os clientes atuais tanto procuram.

Ademais, especialistas têm citado as práticas de omnichannel em suas dicas para o futuro. A Worldpay, por exemplo, já pontuou que a criação de aplicativos para a sua loja poderá influenciar, e muito, os resultados dela no futuro.

Previsões para o Ecommerce: é um segmento animador…

Conforme pôde perceber, as previsões para o ecommerce revelam um futuro bastante animador. As expectativas de crescimento são muito positivas e algumas tendências já estão começando a ditar as regras para o futuro.

Diante disso, é muito importante começar a preparar a sua loja para encarar os desafios que virão ao longo dos próximos anos. O crescimento pode ser grande, as oportunidades podem ser interessantes, mas nada será aproveitado sem um bom plano e um execução perfeita.

Portanto, faça bom uso das previsões para o ecommerce e tente elaborar suas estratégias para o próximo ano. Entenda que o perfil dos consumidores e todo o panorama do comércio está mudando. Adeque-se a essa nova era e, sem dúvidas, irá alcançar ótimos resultados.

Posts Relacionados

Sem comentários

    Deixe um comentário