Dia a dia do varejo

Abrir um ecommerce sem largar o emprego: saiba como isso é possível!

Um dos dilemas mais comuns nas mentes dos empreendedores iniciantes é o seguinte: “como abrir um ecommerce sem largar o emprego?”. Pois é! Esse questionamento é bem normal e totalmente justificável.

Afinal, empreender não é fácil e há muitos riscos ao longo do processo. Para quem tem família e muitas responsabilidades, não é seguro (ou indicado) largar tudo para se aventurar nesse segmento.

Contudo, abrir um ecommerce sem largar o emprego é possível. Aliás, muitas pessoas têm feito isso e alcançado bons resultados. Ainda assim, fica o alerta: não é fácil… e você deverá avaliar muito bem as suas prioridades.

Para lhe ajudar a perceber que é possível abrir um ecommerce sem largar o emprego, este post irá lhe apresentar algumas dicas e cases que provam que esse sonho é real. Vamos começar?

É possível abrir um ecommerce sem largar o emprego?

Bem, a pergunta sugerida no título acima pode ser respondida com um sonoro “SIM”. No entanto, tudo deve ser compreendido com calma e muita cautela. Veja bem: é possível abrir um ecommerce sem largar o emprego fixo, mas isso não quer dizer que será fácil, será rápido ou será extremamente lucrativo.

É importante fixar as suas expectativas para esse contexto. Como dizem por aí: “não se pode ter tudo, ao mesmo tempo”. Entenda isso e muitas frustrações serão evitadas. De todo modo, confira alguns pontos que provam que é possível criar o seu ecommerce sem largar seu job:

  • Seu emprego fixo é uma fonte de renda para os investimentos necessários na loja. Com uma boa organização financeira, o dinheiro não será um problema;
  • Você pode dedicar algumas horas do dia à criação e manutenção do negócio. Organize o tempo livre e conseguirá conciliar tudo;
  • Como você tem o seu emprego fixo, não há necessidade de ter pressa. Faça testes, experiências. Às vezes, um primeiro projeto falho pode ensinar bastante. Não desanime.

Exemplos inspiradores…

E apenas para complementar essa “prova real”, é possível elencar alguns exemplos de empreendedores que conseguiram ir com calma até fazer suas lojas se tornarem suas principais fontes de renda:

  • Ugmonk: Jeff Sheldon, proprietário da loja, trabalhou por dois anos (em seu tempo livre) até a loja render frutos e alcançar um nível considerável;
  • Bluff Works: Stefan Loble fundou a loja e conciliou as ações com seu emprego fixo por 3 anos, até conseguir viver com o seu ecommerce já consolidado;
  • Fringe Sport: Em três anos, Peter Keller levou seu negócio paralelo a valer três milhões de dólares.

Esse três exemplos ilustram que é possível sim, abrir um ecommerce sem ter que largar o emprego. E, claro, agora que você já tem a inspiração, podemos avançar para um plano mais prático…

Como abrir um ecommerce sem ter que largar o emprego…

Como você já pôde perceber, é possível abrir um ecommerce sem ter que largar o emprego fixo. Nesse caso, se você encontrou a motivação que precisava, mas não faz ideia de como começar, continue acompanhando com atenção…

Crie um plano…

Como você vai se dedicar ao seu ecommerce nas horas vagas e nos fins de semana, ter um plano de ação, muito bem organizado, é essencial. Isso irá garantir que todas as suas ações sejam muito bem focadas. Tente criar pequenas metas diárias e um cronograma bem detalhado. Com isso, sua eficiência ficará resguardada.

Em um primeiro momento, tente definir um escopo. Isto é, digamos que a sua intenção seja vender produtos personalizados. Sim, há camisas, canecas, almofadas e outras opções de itens, mas você não tem tempo para tudo isso. Diminua o escopo e foque apenas nas camisas, por exemplo.

Obviamente, o seu planejamento deverá começar com base em um nicho específico. Dedique a sua primeira semana a fazer estudos de viabilidade. Procure por oportunidades, defina um público-alvo.

Faça tudo com calma. Com um bom planejamento, suas ações serão muito mais eficientes e bem direcionadas.

Encontre o tempo e defina prioridades…

A desculpa clássica de quem falha é: “eu não tenho tempo”. E, sinceramente, isso é verdade. Não há como ter tempo se a pessoa trabalha oito horas por dia, passa oito horas dormindo, perde uma hora com o celular, duas na academia, três assistindo a séries e por aí vai…

Ninguém consegue fazer tudo o que deseja em vinte e quatro horas. Por isso, sem definir prioridades não há como abrir um ecommerce sem ter que largar o emprego.

Portanto, organize o seu cronograma e defina a quantidade de horas que irá dedicar ao projeto. Ao definir esses horários, siga-os religiosamente. Disciplina e persistência são a chave para bons resultados.

Terceirização e automação…

Diante de contextos de tempo reduzido, trabalhar com a cabeça é essencial. Logo, é importante dedicar o seu tempo apenas às tarefas mais importantes. Se puder delegar ou terceirizar o serviço, faça isso. Sim, tudo depende do orçamento, mas criar essa noção logo no início irá gerar muitos benefícios futuros, pode apostar.

O mesmo vale para tarefas que podem ser automatizadas. Lembre-se de que o seu ecommerce irá nascer em um ambiente digital. E não faltam ferramentas e opções tecnológicas para agilizar processos.

Abrir um ecommerce sem ter que largar o emprego… é só começar!

Conforme pôde notar abrir um ecommerce sem ter que largar o emprego é um sonho possível. Com muita dedicação e reflexões acerca das prioridades em sua vida, tudo poderá ser feito, com calma e com foco nos resultados. Faça o possível para planejar muito bem as suas ações e estabelecer metas palpáveis… para ajustar o foco. Com isso, o seu sucesso será apenas uma questão de tempo.

Posts Relacionados

Sem comentários

    Deixe um comentário